quarta-feira, 3 de junho de 2009

Nina Estrelinha...

Eu era sapequinha e bem conversadora...

Além de todas as correrias, "devoluções", correria de taxis, doentinhos, resgates dos ariscos, clínicas, castrações urgentes, pagamentos e confusão que os animais restantes geraram, após o episódio dos mais de 60 felinos e cães da falecida, no meio de tudo isso perdemos a Nina...
Ontem a noite Nina virou uma estrelinha e foi pro céu dos gatinhos. Desde domingo tentei de tudo, nem veinha nela tinha para ajudar, chamei veterinária a domicílio aqui no reino quase meia-noite, tentamos comidinha com sonda, cantei e ninei ela, aqueci muito o tempo todo, garrafas pet não adiantavam, comprei uma bolsa quente bem boa, cobertinhas, ad latinha diluída em agua, ração baby cat esmagadinha, soro por sonda na boquinha, glicose, glicopan, interferon... Domingo denoite ela deu uma mamadinha e me deu esperanças, eu falei que se ela ficasse boa, mesmo que fosse especial e com sequelas neurológicas, ficaria aqui no reino comigo, mas ontem ela se foi, num último suspirinho, corpinho ainda quentinho, e descansou.
É muito triste saber que essa menininha foi largada, numa sacola amarrada, junto com os 5 maninhos, num terreno em dia de temporal, que resgatei e cuidei para ela vir a morrer 15, 20 dias depois... Que ela veio só para me dar um chamego...

Nina comigo na cama, bolsa quentinha por baixo...

Não sabemos o que a Nina tinha. Se ela subiu em alguma coisa e caiu de cabecinha no chão, se as toxinas liberadas das verminoses, apos vermifugação, atingiram o corpinho dela, se era panleucopenia ou alguma outra doença viral, se nasceu com algum problema neurológico que de repente se manifestou...
Fato é que agora estou super cuidadosa (mais ainda) com os outros 5 maninhos, e fora todos os outros casos, fico assim meio atrasada em todas as coisas e nas divulgações inclusive dos saudáveis... Porque ou cuido bem deles ou fico na internet, não tem como fazer tudo, o trabalho que dá, horas em cima deles, e o frio que está aqui, fazendo temperaturas negativas a noite, tá demais... Todo o tempo esquentando agua para encher garrafas e bolsas para aquece-los, comprar meinhas infantil para cortar e transformar em mini roupinhas... E tem os adultos, queridos, que preciso dar atenção, amansar, amigos queridos, que ainda estão esperando a hora de ir para um lar definitivo... Entre tudo isso, as costurinhas...

Também nestas últimas semanas perdi dois destes bebezinhos caninos, muito fraquinhos, um chegou a ser internado, mas não resisitiu...

4 comentários:

Cris disse...

Com certeza estão todos no céu dos animais, felizes por terem sido cuidados em seus últimos momentos. Força aí na luta amiga, esperando nova rifinha pra ajudar. Beijos.

Pat Anzanello disse...

Guria, que coisa, né. Como não se apegar a essas coisinhas lindas... Mas com certeza ela está super bem lá em cima e feliz por toda a dedicação que recebeu da mamãe Thiane.
Grande beijo

Feltro em casa disse...

Oi Thiane!!!
Que pena, mas agora ela parou de sofrer...
Me faz um favor me manda por email sobre as rifinhas da reinogato, quero muito participar!!!
Beijos
Malú
Email: malucia.p@gmail.com

Rafaela Mozzaquattro disse...

Oi, Thiane
Boa sorte com os inúmeros gatinhos que tu ajudas. =) Muita força.