quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Mais negligência...

Depois do caso do Paul, outro acontecido chocante... Essa gatinha preta e branca, que aqui parece só um trapinho, tinha "donos", que fizeram um apelo de ajuda, pois são pobres e isso e aquilo... Relataram que ela estava muito mal há dois dias, que não comia e já haviam moscas em volta dela. Que suspeitavam de envenenamento por parte de um vizinho, chegaram a chorar de taaaanto que amam a gatinha... Que queriam ela de volta, nossa, emocionante. Já haviam gastado 150 reais com um cachorrinho que pegaram e não sobreviveu e não sabiam o que fazer, pois não tinham dinheiro. Por pena da gatinha, ali em sofrimento, meu marido acabou abraçando mais este caso, que nem poderíamos... Levamos para a clínica da dra. Audrey.
O que ela tinha era pulgas caindo pelo caminho, de tantas... Não tem nada de envenenamento.
As pessoas sempre jogando a sua culpa para terceiros...
Ela tem Micoplasma Haemofelis, doença transmitida pela pulga. Está provavelmente sem comer ou ingerir água há pelo menos uma semana. Está ictérica, toda amarela, e muito desidratada, seu sangue não chega a manchar o algodão de tão ralo. Está muito fraca e debilitada, mas por maus cuidados do dono, que deixou ela pingando a pulga, e não do vizinho.....
Essa doença é transmitida ao gato pela picada da pulga. Não pega em humanos. Causa anemia aguda no gato por destruição das hemácias. Os principais sintomas são depressão, fraqueza, anorexia, perda de peso e palidez das mucosas, podendo levar à morte do animal se não tratado a tempo.
Iniciou-se fluidoterapia e medicações pra tratar a micoplasmose e polivitamínicos, e capstar. Está no soro, mas é dificil que sobreviva, porque o caso é muito grave, pior que do Paul...
Essa noite é a mais importante... Se sobreviver talvez tenha alguma chance, mas é muito dificil...

Isso me deixa mais revoltada do que triste. Porque não há pobreza que justifique essa falta de noção, de higiêne, de cuidados. Tem um moço papeleiro que conheci aqui no bairro. Ele achou dois cachorrinhos amarrados num saco de lixo, podres de sarna. Ele levou numa agropecuária e está fazendo as injeções para sarna, e estão bem melhores. Os cachorrinhos o acompanham no carrinho que ele puxa, sentadinhos no lado de dentro. E esse moço nem casa tem, nem família! Mas tem amor e responsabilidade social para com os mais frágeis...

UP to Date: a gatinha não resisitiu. Estará a me esperar em algum lugar melhor...

7 comentários:

Ramon e Renata disse...

Nossa que horror! Estou torcendo por ela, por favor não a devolva aos antigos donos, isso é uma crueldade!!!

Pat Anzanello disse...

Negligência...maldade... Sei lá qual o nome que se dá para tal descaso.
Possivelmente são tão descuidados com as crianças ou os velhos da família...

Maira disse...

nem sei o que dizer... fico tão chateada com isso...

adriana disse...

É de cortar o coração, quase impossivel de acrediar que as pessoas são capazes de deixar a situação chegar a esse ponto,...

Platero disse...

como está a gatinha?
poverella...
aqui em pelotas repleto de gatos pelos terrenose casarões abandonados, mas nenhum vi neste estado, o pessoal alimenta e captura os que não são ariscos para adoção.
manda notícias dela.
abçs
Taís

Luciana disse...

Com certeza ela estará te esperando muito feliz pelo teu carinho e atenção.
Grande beijo.

adriana disse...

Com certeza onde ela estiver, não estara sofrendo mais, poruqe ninguem mereçe passar por isso,,,,